NOVIDADES

Suco de uva melhora a saúde do coração e ajuda a prevenir câncer | 08 Setembro 2017

  • Lisiane Fenner Becker Rombaldi / divulgação

Se o consumo de vinho como um aliado da saúde é alvo de controvérsias por conter álcool, o suco de uva não encontra tantas restrições entre os especialistas. Sabe-se que ele também colabora para a saúde do coração, a redução do colesterol LDL e o aumento do HDL, a diminuição da pressão, a proteção do sistema nervoso central – previne Alzheimer e Parkinson – e ainda diminui as alterações do DNA que levam à formação das células cancerígenas.

– Os últimos trabalhos com ratos e humanos também vêm demonstrando redução do peso e do acúmulo de gordura visceral e abdominal – diz Caroline.
Uma das linhas que a biomédica pesquisa é o fator protetivo do suco às gestantes e seus filhos. Um estudo feito em ratos foi apresentado no último Simpósio Internacional Vinho em Saúde, que ocorreu em junho, em Bento Gonçalves. Partindo de pesquisas realizadas na University of Illinois Urbana-Champaign, nos Estados Unidos, que demonstraram o fator protetivo da bebida contra o câncer de mama, Caroline investigou se esses benefícios se estendiam aos descendentes.

– Por mais que os filhotes não consumam, acabam recebendo os benefícios. Ela também observou melhora no perfil de triglicerídeos e colesterol da prole de ratos.
Uma força nos exercícios


O suco de uva tem se mostrado um aliado de quem pratica exercícios físicos. Além de acelerar a recuperação, a bebida é capaz de melhorar a performance dos atletas.
Alexandre Sérgio Silva, professor do programa de mestrado e doutorado de Educação Física e Nutrição da Universidade Federal da Paraíba, realizou um estudo em 2015 que mostrou melhora no desempenho de atletas amadores. Feito com homens e mulheres, o experimento ofereceu ao grupo suco de uva antes ou depois dos treinos.
Os resultados foram animadores: em um mês, o desempenho dos que tomaram suco de uva melhorou 17%.

– Isso é muita coisa, considerando que, ao longo de um ano, um atleta pode melhorar seu objetivo em 30%. Ou seja, um mês de tratamento equivale à metade da temporada – avalia Silva.
A explicação é de que a bebida diminui o envelhecimento das células e, de quebra, reduz a fadiga.


Vale lembrar que o suco de uva branca também traz vantagens. Uma dissertação de mestrado feita na Universidade de Caxias do Sul (UCS) apresentou bons resultados em relação à bebida.


– Foi evidenciado o aumento de HDL em 16% das voluntárias em um período de um mês. Mas o que surpreendeu foi a redução das medidas de circunferência abdominal e do índice de massa corporal (IMC) – comenta a orientadora da pesquisa, Miriam Salvador, coordenadora do Laboratório de Estresse Oxidativo e Antioxidantes do Programa de Pós-graduação em Biotecnologia da UCS.


Todos esses resultados foram obtidos sem alteração na dieta ou rotina de exercícios das 25 voluntárias. O suco serviu de suplementação por 30 dias.

 

Fonte: Jornal Zero Hora

VEJA OUTRAS NOVIDADES

Safra da Uva 2018 é marcada por grande qualidade | 10 Fevereiro 2018

A Safra da Uva 2018 na Serra Gaúcha foi marcada por produção de matéria dento da média histórica e com excelente qualidade das uvas. 

Entre 08 de janeiro e 06 de fevereiro, toda a nossa dedicação esteve focada no recebimento e processamento ...

Uva'Só no jornal Zero Hora - Suco de uva: saiba os benefícios e aprenda receitas | 09 Janeiro 2018

Para quem pensa que o Suco de Uva só pode ser consumido puro ou diluído em água, saiba que é possível utilizar esta preciosa bebida em receitas super nutritivas e saborosas! Através do comitê do projeto

Nutricionista da Econatura palestra sobre os benefícios do Suco de Uva | 24 Novembro 2017

Nesta semana nossa nutricionista Bruna esteve palestrando a respeito dos incríveis benefícios da uva e seus derivados na Semana Acadêmica do curso de graduação em Enologia do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) campus de Bento ...

Bagaço da uva tem potencial para substituir antioxidantes sintéticos e prevenir envelhecimento, diz pesquisa da Esalq | 26 Outubro 2017

O resíduo que é descartado na produção de vinhos tem potencial para substituir antioxidantes sintéticos utilizados em alimentos gordurosos e, de quebra, pode prevenir o envelhecimento. É o que aponta uma pesquisa multidisciplinar da Escola ...