ECOFÁBRICA

SUSTENTABILIDADE

  • Portas e janelas de demolição de antigos casarões.

  • Portas e janelas de demolição de antigos casarões.

  • Um tanque de reuso com capacidade de 120.000 litros armazena água da chuva
    que é utilizada para irrigação da horta orgânica, lavagem de calçadas, veículos
    e na descarga dos banheiros.

  • Frutas e verduras orgânicas são produzidas na área da empresa, para
    consumo próprio.

  • Frutas e verduras orgânicas são produzidas na área da empresa, para
    consumo próprio.

  • Ventilação com exaustão natural através da construção de um sistema
    que permite a saída do ar quente por convecção.

  • Utilização de iluminação natural através de telhas transparentes e
    vidros de reuso.

  • O pátio da empresa é cercado por cerca de 250 postes de canos galvanizados
    de reuso.

  • Os muros de contenção são construídos com blocos de amostra de
    concreteiras.

  • O pátio da empresa foi pavimentado ao longo de 03 anos, utilizando sobra de
    material de concreteiras e pedras de basalto de reuso.

  • Na construção da área administrativa foram utilizadas portas e janelas de
    reuso bem como madeiras de demolição para a construção de móveis.

  • Na construção da área administrativa foram utilizadas portas e janelas de
    reuso bem como madeiras de demolição para a construção de móveis.

  • Na construção da área administrativa foram utilizadas portas e janelas de
    reuso bem como madeiras de demolição para a construção de móveis.

  • Expositores utilizados nos pontos de venda são construídos com sobras
    de madeira de demolição.

  • Madeira de desmanche de pipas de vinho que foram construídas em 1950 e
    de demolição de casarões antigos.

  • Madeira de desmanche de pipas de vinho que foram construídas em 1950 e
    de demolição de casarões antigos.

  • Madeira de desmanche de pipas de vinho que foram construídas em 1950 e
    de demolição de casarões antigos.

  • Janelas de terceiro uso de antigas residências da família Piccinini.

  • Tijolos de demolição de antigas cantinas de vinho.

  • O telhado em círculo é composto por placas onduladas produzidas com plástico e
    alumínio provenientes da reciclagem de aproximadamente 320 000
    caixinhas tetra-pack.

  • Mobiliário interno constituído de materiais reutilizados ou móveis
    antigos restaurados.

  • Mobiliário interno constituído de materiais reutilizados ou móveis
    antigos restaurados.

  • Mobiliário interno constituído de materiais reutilizados ou móveis
    antigos restaurados.

  • Mobiliário interno constituído de materiais reutilizados ou móveis
    antigos restaurados.

  • O projeto conta com o aproveitamento da energia solar para o aquecimento
    e geração de energia elétrica.

Nossa Ecofábrica foi planejada e construída em um local onde funcionava uma olaria, ou seja, em uma área anteriormente ocupada pelo homem. O objetivo foi estabelecer-se em um local que causasse o menor impacto possível ao meio ambiente. A área total da empresa, de 40.000,00 m², localiza-se longe de qualquer fonte poluidora, em meio a árvores nativas, sempre procurando manter a perfeita harmonia entre o meio ambiente e o trabalho desenvolvido pela indústria.

 

A Econatura tem como filosofia de trabalho a contribuição para um mundo melhor, e por isso adota práticas sustentáveis em todas as atividades realizadas.

Todas estas medidas visam alcançar uma melhor eficiência energética, que engloba a utilização racional da energia disponível, o aproveitamento dos recursos naturais e o consumo consciente, tendo como principal objetivo, minimizar impactos ambientais e preservar recursos para as próximas gerações.

PROJETO ECOPIPA

O nome “Ecopipa” surgiu devido à construção de um ambiente em forma de “Pipa” – como são popularmente conhecidos os antigos reservatórios de madeira, para armazenagem de vinhos.

 

O ambiente multiuso, projetado pela arquiteta Vivian Ecker, funciona como refeitório, pousada, auditório, área para showroom e degustação. O objetivo do projeto é mostrar que é possível conciliar as necessidades de nosso dia-a-dia com diversas práticas sustentáveis. Para sua construção, foram necessários muitos estudos para aproveitamento máximo de materiais e de recursos naturais, como iluminação e ventilação. Foram empregados materiais de reuso, como:

O projeto conta com o aproveitamento da energia solar para o aquecimento e geração de energia elétrica. Os efluentes líquidos são separados e tratados conforme a origem e são retidos em um sumidouro.